Endereço

Notícias » Política

 

Últimas notícias

  • 9/5 11:02 - Assembléia Geral

    Continuar lendo
  • 16/5 9:53 - Assembléia geral

    Continuar lendo
  • 15/10 10:46 - FELIZ DIA DO PROFESSOR

    Continuar lendo
  • 1/6 9:28 - PROJETO DE LEI

    Continuar lendo
  • 11/10 10:34 - O rombo da educação é o cabide de empregos de 46 bilhões de reais

    Continuar lendo
  • 22/9 9:06 - Desigualdade caiu 5,6% em cinco anos e pobreza diminuiu, mas se manteve concentrada, mostra Ipea.

    Continuar lendo
  • 22/9 8:57 - Carros são o próximo alvo dos hackers, diz criadora de antivírus

    Continuar lendo
  • 22/9 8:47 - Piso nacional dos professores subirá 16,6% em 2012

    Continuar lendo
  • 9/5 10:36 - Dilma diz que vai qualificar 8 milhões de trabalhadores até 2014

    Continuar lendo
  • 13/9 10:28 - Estudo da OIT mostra que o desemprego entre jovens é o maior desde 2002

    Continuar lendo

Dilma diz que vai qualificar 8 milhões de trabalhadores até 2014

Segunda-feira, 9 de Maio de 2011 às 10:36

Dilma diz que vai qualificar 8 milhões de trabalhadores até 2014

Presidente falou que vai construir 200 novas escolas técnicas.
Dilma pretende conceder 75 mil bolsas para quem quiser estudar no exterior.

Do G1, em São Paulo

A presidente Dilma Rousseff disse, ao longo de seu programa de rádio “Café com a presidenta”, que foi ao ar na manhã desta segunda-feira (9), que vai investir na formação dos trabalhadores e dos estudantes. Ela afirmou que o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico (Pronatec) vai capacitar 8 milhões de pessoas até 2014 e que irá conceder 75 mil bolsas aos que querem estudar no exterior.

No início do programa, Dilma falou sobre o Pronatec. Para ela, é preciso qualificar o trabalhador brasileiro.

“Criamos o Pronatec para qualificar o trabalhador de hoje e o do futuro. Nós queremos capacitar, até 2014, 8 milhões de estudantes e trabalhadores. Para quem já está no mercado de trabalho, vamos oferecer cursos de formação e qualificação profissional. E para o estudante do ensino médio, vamos oferecer formação profissionalizante. É assim: a moça ou o rapaz que quiser aprender uma profissão vai ter direito a uma bolsa de estudos; vai fazer o ensino médio num turno, e o curso profissionalizante, no outro turno. O Pronatec também vai oferecer oportunidades para os beneficiários do Bolsa Família, para que eles possam ter uma profissão e um bom emprego”.

Dilma disse que vai construir escolas pelo país para incrementar o programa. “Este ano já estamos construindo 81 novas escolas técnicas. E, até 2014, vamos construir mais 200 novas escolas técnicas. Junto com as que já existem, vamos chegar a uma rede de 555 escolas técnicas federais em todo o Brasil”.

Áreas variadas
Segundo a presidente, a programa prevê formação em várias áreas. “São cursos nas mais variadas áreas. Hoje em dia, por mais simples que seja o trabalho, é necessário ter especialização. Muita gente aprendeu na prática, mas isso agora já não basta. O pedreiro, antes, só precisava saber colocar o cimento e o tijolo; hoje, ele precisa conhecer novos materiais e as novas tecnologias usadas na construção civil. Vamos criar cursos para todos os ramos: hotelaria, culinária, cabeleireiro, informática, e outros setores fortes na economia”.

Em seguida, o jornalista perguntou como o Sistema S (Senai, Senac, Senar, Senat e Sescoop) vai entrar na rede. Dilma respondeu que vai ampliar a estrutura existente.

“Já são nossas parceiras. Vamos readequar o Sistema S e ampliar a estrutura que já existe, com recursos do BNDES. Vamos aumentar o número de escolas e de vagas gratuitas para a população de baixa renda”, disse.

Estudando no exterior
Dilma falou ainda que quem quiser estudar no exterior terá sua chance e apoio do governo. “Estamos criando um programa de apoio ao ensino no exterior. Hoje, temos 5 mil brasileiros que estudam no exterior, com bolsas custeadas pelo governo. A maior parte deles está na França, Alemanha e nos Estados Unidos. Queremos avançar. Nosso objetivo é conceder 75 mil bolsas até 2014. É um desafio grande, mas podemos alcançá-lo. Tenho certeza que com esses dois programas, o Pronatec e as bolsas no exterior, vamos dar um salto no desenvolvimento desse país”, afirmou.

© Sinteifel
BRLOGIC